terça-feira, 7 de setembro de 2010

Edifícios comerciais invadem a cidade do Rio de Janeiro

Construtoras investem no modelo e adotam iniciativas sustentáveis, frequentes nos condomínios residenciais, reduzindo gastos. É possível financiar com taxa de 11% ao ano

Rio - Lançamentos de imóveis comerciais tomam conta da cidade, e alguns projetos são vendidos em poucas horas. Esses empreendimentos já podem ser encontrados em bairros como Bangu, Madureira, Barra da Tijuca e Jacarepaguá, além de municípios da Baixada Fluminense, como Nova Iguaçu. Os construtores adotam iniciativas sustentáveis — já utilizadas no segmento residencial — que preservam o meio ambiente e tornam mais enxutas as cotas condominiais. O metro quadrado cabe no bolso até na hora de financiar: os juros são de 11% ao ano.

Segundo o diretor da Basimóvel, Ariovaldo Rocha Filho, os investidores voltaram a investir em imóveis, especialmente nos comerciais. “O segmento está muito aquecido. O empreendimento O2, na Barra da Tijuca, da Calçada, foi vendido em poucas horas. Atualmente, a taxa de retorno de investimentos, como fundos (CDB e CDI), Bolsa de Valores e caderneta de poupança está reduzida. O imóvel tem atraído a atenção do público investidor e até dos profissionais liberais, que querem aproveitar o momento e adquirir imóvel para montar seu próprio negócio”, analisa Ariovaldo.

O executivo comenta ainda que essas unidades estão menores, seguindo tendência dos condomínios residenciais, para que a parte comum seja utilizada por todos — o que reduz o valor do investimento. “No residencial, é a área de lazer. Nos projetos comerciais, a sala de reunião, por exemplo, passa ser comum a todos os condôminos”, explica Ariovaldo.

A Efer, expert na construção de supermercados, finaliza o primeiro empreendimento comercial em Niterói. “O projeto prevê fachada em vidro especial, para iluminação natural sem aquecer o ambiente, colocação de ‘brises’ (veneziana que diminui a insolação na fachada) e reuso de água da chuva”, revela o diretor Carlos Eduardo Penna. A Rossi lançou durante a Copa o Rossi Via Office, em Nova Iguaçu. As salas são vendidas a partir de R$ 95 mil. A construtora criou departamento de sustentabilidade para incluir o conceito em seus empreendimentos.

Por Cristiane Campos - Fonte: Jornal O Dia - 10/07/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário